Controlada pelo governo, CPI da Petrobras será instalada na terça

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O que você acha da instalação de uma CPI para investigar a Petrobras?

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), anunciou que a CPI da Petrobras será oficialmente instalada na próxima terça-feira (2 de junho). A oposição definiu os nomes dos senadores que ocuparão seus três cargos na Comissão Parlamentar de Inquérito (os outros oito integrantes são de partidos da bancada governista): do PSDB, o presidente da legenda, Sérgio Guerra (PE), e o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) serão titulares da comissão (Tasso Jereissati será suplente); já o DEM indicou o senador Antônio Carlos Magalhães Júnior (BA) como titular e o senador Heráclito Fortes (PI) para suplente.

A ANÁLISE DE FERNANDO RODRIGUES



A briga agora entre oposição e governo será pela escolha dos cargos-chave da comissão: o presidente e o relator. Essa definição sairá na instalação da CPI, mas a falta de acordo entre os dois lados leva a crer que o controle da CPI ficará na mão dos governistas.

Um dos objetivos da CPI, cujo pedido de abertura foi protocolado pelo PSDB, será investigar as alterações contábeis que permitiram à empresa reduzir em R$ 4 bilhões o pagamento de impostos. A oposição pretende discutir também eventuais usos políticos de verbas da estatal. A Receita Federal está apurando se o recolhimento de tributos em 2008 está dentro da legalidade. A estatal petrolífera alterou no meio do ano passado seu regime de tributação, o que fez com que acumulasse um crédito tributário que foi usado no primeiro trimestre de 2009 para abater impostos da empresa.

Quem é quem na CPI da Petrobras

  • Folha Imagem

    Fernando Collor (PTB-AL)

  • Folha Imagem

    Ideli Salvatti (PT-SC)

Nos últimos dias, oposição e governo se digladiaram sobre o pedido de CPI. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se envolveu pessoalmente nas negociações para tentar garantir o controle da CPI. Segundo a Folha de S.Paulo, o presidente pediu a Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, que não fizesse nenhum acordo para ceder a presidência da CPI à oposição. O peemedebista Romero Jucá é cotado para assumir a relatoria da comissão. Para presidí-la, são cotados os nomes de Ideli Salvatii (PT-SC), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e João Pedro (PT-AM).

Com a perspectiva de que a CPI será controlada pelo governo, o PSDB, segundo o Painel da Folha, decidiu fazer uma espécie de investigação paralela.

O plano teria sido discutido na terça-feira (26) na reunião da bancada de senadores tucanos. O partido pretende encaminhar denúncias sobre a Petrobras de forma sistemática ao Ministério Público, na tentativa de influir na pauta da CPI. DEM e PSDB ameaçam Irritados com a decisão dos governistas de centralizar os dois cargos na CPI, DEM e PSDB ameaçam obstruir as votações no plenário do Senado.

Presidente do Senado, José Sarney classificou de "legítima" a atitude dos partidos de oposição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos