Senadores governistas impedem começo da CPI da Petrobras

Piero Locatelli
Do UOL Notícias*
Em Brasília

Atualizado às 17h19

Senadores da base governista não compareceram ao plenário onde ocorreria a primeira sessão da CPI da Petrobras e impediram o começo dos trabalhos nesta terça-feira (2). Segundo a líder do governo no Senado, senadora Ideli Salvatti (PT-SC), a obstrução ocorreu devido às negociações em torno da CPI das ONGs.

Na semana passada, a oposição ocupou a relatoria das ONGs após a saída de Inácio Arruda (PC do B-CE) para entrar na CPI da Petrobras. O cargo foi então tomado pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio. Os governistas dizem querer resolver um acordo na CPI antes de decidir os problemas da comissão relativa à Petrobras. "Precisamos esperar o que vai acontecer com a CPI das ONGs, isso precisa ser clarificado," afirmou Salvatti.

Ainda hoje (2), o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), apresentará uma questão de ordem em plenário neste sentido. As informações são do líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), que passou toda a manhã analisando a divisão, com o PMDB, dos cargos de direção da CPI da Petrobras.

O senador Paulo Duque (PMDB-RJ) foi o único governista a comparecer. Responsável por abrir a sessão porque é o senador mais velho, ele esperou 15 minutos depois do horário previsto para a abertura (14h) e foi embora. A praxe da Casa, onde os atrasos são comuns, é esperar mais tempo para o início da sessão - que ainda poderá ser aberta hoje.

O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) afirmou que a oposição não tem "nada a fazer" para mudar a situação. São necessários seis senadores para abrir a sessão, mas a oposição tem somente três titulares.

Senadores da oposição protestaram contra a atitude. "É inadmissível que a bancada do governo esteja fazendo isso. Se eles não estão se entendendo, nós não temos nada a ver com isso", disse o senador ACM Júnior (DEM-BA). Estiveram no plenário os tucanos Álvaro Dias (PR), Sérgio Guerra (PE) e o líder da bancada Arthur Virgílio (AM).

Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos