Lula conversará com líderes sobre comando da CPI da Petrobras

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O presidente Lula vai conversar, ao longo desta semana, com líderes aliados e com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a respeito da CPI (comissão parlamentar de inquérito) da Petrobras. A informação foi dada aos jornalistas pelo ministro José Múcio Monteiro (Relações Institucionais) na manhã desta segunda-feira (8), após reunião de coordenação política realizada em Brasília.

"O presidente vai tomar a iniciativa de conversar com ele [Sarney], com líderes do PMDB e do PT, para assuntar sobre a questão da montagem da relatoria e da presidência da CPI", disse Múcio, acrescentando que o presidente também perguntou sobre a data em que a comissão seria instalada.

Depois de duas tentativas fracassadas na última semana, quando a instalação da CPI não ocorreu por falta de quorum, uma nova reunião está prevista para a próxima quarta-feira (10). "Na verdade, as coisas estão decididas. Ficará entre PMDB e PT, só precisa saber quem fica na relatoria e quem fica na presidência."

Na noite desta segunda, o presidente deverá participar de um jantar na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP).

Segundo Múcio, há "absoluta tranquilidade" do governo em relação à CPI. "Não há necessidade de colocar panos quentes. A Petrobras está preparada para comparecer e prestar todos os esclarecimentos, o que interessa também ao governo e à sociedade."

O ministro afirmou ainda que o presidente Lula não precisará evitar "pirotecnias" na CPI, porque "o bom senso, dos dois lados vai evitar a pirotecnia". "A própria oposição não vai ter interesse nisso."

Múcio considera ainda que nos últimos dias o assunto CPI saiu do noticiário, o que seria positivo. "É uma CPI importantíssima, realizada a um ano das próximas eleições. Não vamos conseguir fugir de ter um tom político, seja lá de que lado for. Mas o assunto saiu um pouco do noticiário, o que indica que as coisas estão mais calmas."

"Vai se instalar a CPI. Falta apenas adequar a data em função da quantidade de senadores que quer participar", concluiu o ministro das Relações Institucionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos