Neto de Sarney nega favorecimento a sua empresa que faz empréstimos ao Senado

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília

Dono de uma empresa que faz empréstimos a funcionários do Senado, José Adriano Cordeiro Sarney negou nesta quinta-feira ter sido favorecido pelo fato de seu avô José Sarney (PMDB-AP) ser o presidente da Casa. Companhias que atuam nessa área estão sendo investigadas pela Polícia Federal.

Uma nota assinada por José Adriano foi distribuída a jornalistas pela assessoria do seu pai, o deputado Sarney Filho (PV-MA). Ela é endereçada ao jornal "O Estado de S. Paulo", que divulgou as informações sobre a empresa do neto de Sarney nesta quinta-feira (25).

A exemplo do que faz seu avô, José Adriano recorreu ao seu histórico para dizer que a notícia é "descabida".

Depois de falar sobre sua especialização na Universidade de Sorbonne, na França, e pós-graduação na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, ele diz ter entrado no mercado "pelos conhecimentos na área".

"Nunca tive qualquer favorecimento, sou profissional qualificado, cuidando da minha vida. Em defesa do meu conceito profissional, informo que, em relação à reportagem, vou adotar as medidas judiciais necessárias", escreveu ele na nota.

Ele também negou a informação do jornal de que a sede da empresa seria esvaziada. "Devido à crise financeira mundial e a consequente retração do crédito no Brasil, estamos reduzindo nossas atividades e rescindindo (28 de junho) o contrato de aluguel", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos