PSDB vai pedir troca dos membros da CPI da Petrobras, diz Arthur Virgílio

Do UOL Notícias
Em São Paulo e Brasília

Atualizado às 19h48

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), afirmou nesta quinta-feira (2) que o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) vai solicitar na próxima terça-feira (7) a troca dos membros da CPI da Petrobras. Mais de um mês e meio após a leitura do requerimento de criação da CPI, na manhã do dia 15 de maio, os problemas em torno do início dos trabalhos continuam.

O principal impasse ocorre por causa da CPI das ONGs. Em um erro do governo, o cargo de relator na CPI das ONGs ficou vago com a saída de Inácio Arruda (PC do B-CE) para a CPI da Petrobras. O senador Arthur Virgílio tomou então o lugar vago com o apoio de Heráclito Fortes (DEM-PI), presidente da comissão, causando descontentamento nos governistas. Os senadores da situação dizem que a oposição quebrou o acordo, que definiu a relatoria da CPI das ONGs para o governo e a presidência para a oposição.

Diversas sessões com líderes partidários e membros da mesa diretora já foram convocadas, mas não houve quórum.

Nesta quinta, Vírgilio afirmou que "Alvaro Dias vai pedir ao presidente da Casa que substitua os membros da CPI que ficaram inertes e não comparecem na comissão, impedindo sua instalação".

O líder do PSDB ressaltou ainda que, caso a Mesa Diretora não atenda à solicitação, o partido entrará com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo Arthur Virgílio, o que vem ocorrendo na CPI "é uma aberração, por meio da qual a maioria [que representa a base governista] impede que a minoria [que representa a oposição] exerça seu direito de fiscalização".

* Com informações da Agência Senado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos