Governo vai liberar R$ 1 bilhão em emendas parlamentares, diz ministro

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, informou nesta segunda-feira que o governo vai liberar R$ 1 bilhão em emendas parlamentares. Segundo ele, o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, fará um levantamento para identificar as demandas e operacionalizar a liberação do dinheiro.

"Na verdade, estamos concordando em começar a liberar as emendas, porque temos agora uma situação que permite isso", disse Paulo Bernardo, após se reunir, hoje (8), com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. O processo de liberação do recurso, prevê o ministro, levará cerca de dez dias.

Bernardo negou que a liberação do recurso para as emendas parlamentares tenha o objetivo de antecipar o recesso no Congresso Nacional, como foi publicado hoje na imprensa. "Não tem nada a ver com o recesso, que tem data marcada pela Constituição", disse.

O ministro lembrou também que José Múcio trata da liberação das emendas desde fevereiro, e os parlamentares discutem o assunto desde o ano passado.

Prática de barganha

Para Malco Camargos, cientista político da PUC-MG, a prática do Executivo é um instrumento de negociação recorrente tanto no plano federal como nos Estados.

"Todo e qualquer Executivo sempre usa o controle da liberação das emendas como instrumento de relacionamento com os parlamentares. E nisso o governo Lula só faz repetir. É a mesma fórmula do governo Fernando Henrique Cardoso, por exemplo", afirmou.

Segundo ele, a crise do Senado e decisão do governo de não facilitar a instalação da CPI da Petrobras não implicam motivação especial para a liberação das emendas dos parlamentares.

"Está no DNA, com ou sem esses fatos políticos eles fariam da mesma forma. A barganha política não passa só pelo recesso, até porque uma hora o recesso acaba e tudo tem de voltar", afirmou.

* Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos