Fundação Sarney divulga carta em que nega desvio de dinheiro

Do UOL Notícias

A Fundação Sarney divulgou nesta quinta-feira uma carta em que nega as informações de seu envolvimento em desvio de recursos da Petrobras. Reportagem do jornal "O Estado de S.Paulo" desta quinta-feira afirma que houve desvio de verba captada com a Petrobras pela Fundação Sarney. O projeto de digitalização do acervo previa a captação de R$ 1,34 milhão. Segundo a denúncia, pelo menos R$ 500 mil teriam sido desviados para empresas fantasmas.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela Fundação Sarney, que leva o nome do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ex-presidente da República.

Sobre matéria "Fundação Sarney dá verba a empresas fantasmas", é de se lamentar a publicação de denúncias que não se sustentam. Os repórteres desse jornal, ao afirmarem que a referida Fundação "desviou para empresas fantasmas e outras da família do próprio senador dinheiro da Petrobrás, repassado em forma de patrocínio para um projeto cultural que nunca existiu", faltam tendenciosa e deliberadamente com a verdade.

Prova disso é que, ao contrário do que afirma a matéria, o projeto patrocinado não se destina à digitalização do acervo da Fundação, como atesta cópia do documento anexado. Também é insustentável a afirmação feita na matéria de que a Fundação, pelo projeto, se comprometia a instalar terminais de computadores em seus corredores para consulta do público. Isto é uma inverdade uma vez que não consta em nenhum dos documentos do projeto qualquer compromisso nesse sentido. Dentro da Lei, a Petrobrás patrocinou ações de restauração do nosso acervo, como atestam os documentos apresentados à empresa. Dentro da Lei fizemos a correta aplicação dos recursos para preservar mais de 500 mil documentos e peças, incluindo uma biblioteca com mais de 30 mil volumes.

O "Termo de Recebimento Definitivo", datado de 17 de outubro de 2008, de autoria da própria Petrobrás, enviado ao jornal, mas apenas mencionado na matéria, atesta o cumprimento de todas as metas do projeto e dá quitação às contas apresentadas. Não é demais destacar que durante todo o tempo em que o projeto foi realizado, a Petrobrás exerceu permanente fiscalização, inclusive com visitas presenciais.

É, no mínimo, leviana a informação de que a Fundação "dá verba da Petrobrás a empresas fantasmas". O ato leviano fica claro quando se constata que todas as empresas são legalmente constituídas, têm CNPJ e endereços regulares e foram remuneradas em função dos trabalhos efetivamente prestados e comprovados.

A publicação "Fundação José Sarney - Projeto de Preservação e Recuperação dos Acervos Bibliográfico e Museológico", de 2008, é prova documental do trabalho realizado pela Clara Comunicação.

Os repórteres visivelmente se mostram negligentes com suas obrigações ético-profissionais buscando, mesmo sem nenhuma comprovação, denegrir a fundação, ainda que para isso tenham que distorcer fatos. Afirmam que os recursos se destinaram a empresas da família, em especial à Tv Mirante. A TV Mirante integra a Rede Globo e detém a liderança inconteste de audiência e está presente em todos os municípios do estado. Foi só em razão disso que foi utilizada como veículo para divulgação do trabalho. Os recursos investidos em comunicação não superaram os 30 mil Reais e cumpriram exigência do patrocinador.

Mesmo recebendo todas as explicações, os autores da matéria se furtaram em informar que o repasse de R$ 100.037,48 para uma conta administrativa foi feito em razão de exigência contábil para pagamento de projetos. Já os 45 mil reais remanejados da conta convênio foram retornados em sua integralidade à conta de origem em 02 de janeiro de 2007, em movimentação contábil natural e sem qualquer irregularidade.

São Luís, 9 de julho de 2009.

JOSÉ CARLOS SOUSA SILVA
Presidente da Fundação José Sarney

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos