Demissão de secretária da Receita não tem relação com multa da Petrobras, diz Lula

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quarta-feira (15) que a demissão da Secretaria da Receita Federal, Lina Vieira, não tem relação com a multa que a Receita Federal aplicou à Petrobras. O presidente afirmou também que a demissão é de responsabilidade do Ministério da Fazenda e que não sabe o motivo da saída dela. As informações são da Agência Brasil.

"Não sei porque ela foi demitida e porque foi admitida, porque é da responsabilidade do Ministério da Fazenda", disse o presidente. Questionado se a exoneração de Lina Vieira foi motivada pela multa que a Receita Federal aplicou à Petrobras, o presidente apenas respondeu: "Em absoluto".

"Se eu for ficar preocupado com as pessoas que os ministros forem indicar, cada um tem responsabilidade, cada um indica as pessoas que ele acha que é melhor para cumprir aquela função e, da mesma forma que ele indica, ele pode tirar. Isso é coisa normal na República", disse o presidente.

Já ao ser perguntado se a ex-secretária da Receita Federal fez bem em multar a estatal, Lula disse que o papel da Receita é fiscalizar e que, se a Petrobras ou o presidente da República cometerem um erro, devem pagar. Lula destacou que a estatal diz ter agido de acordo com a lei.

"A Petrobras, na hora que é multada, recorre da multa e vai brigar nas instâncias normais como qualquer outra empresa briga", afirmou Lula. As declarações do presidente foram feitas após a posse do presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Pedro Arraes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos