Lula diz que sociedade tem que cobrar Senado, e não ele, por crise política

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias, em Belo Horizonte
e Maurício Savarese
Do UOL Notícias

José Sarney: discursos e grampos

Um dia depois de dizer que a crise do Senado não é problema dele, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (31) que a sociedade deve cobrar do Parlamento uma resposta à situação do senador José Sarney (PMDB-AP), envolvido em denúncias de favorecimento a familiares e assessores na Casa que preside.

"Somente os senadores têm o direito de afastá-lo, mais ninguém. É deles que a sociedade tem que cobrar", disse Lula em entrevista à rádio mineira Itatiaia. Ele disse ainda que seu senso de justiça não o permite condenar o presidente do Senado por conta das acusações, "já que existe um hábito de julgar as pessoas sem a devida investigação" no país.

"O presidente Sarney está sendo acusado de muitas coisas e dá a impressão que o problema é só do Sarney, mas é uma coisa histórica", afirmou o presidente. Ele citou os ex-ministros Silas Rondeau (Minas e Energia) e Walfrido dos Mares Guia (Turismo e Relações Institucionais) - que foram afastados. "Até agora não se provou nada contra eles", disse.

Lula lembrou que o presidente do Senado pediu à Polícia Federal que investigasse seu filho e o neto por conta das denúncias e que já tinha solicitado à Fundação Getúlio Vargas (FGV) um estudo para reestruturar a gestão da Casa. "Nós precisamos é ter paciência, o Congresso tem mecanismos. Já cassou o ACM [falecido senador Antonio Carlos Magalhães], já cassou o [atual deputado Jader] Barbalho e o [governador do Distrito Federal, José Roberto] Arruda", citou Lula.

Lula diz que Senado não é problema dele

Os ex-senadores na verdade foram pressionados a renunciar aos cargos. O único parlamentar cassado pelo Senado foi Luiz Estevão.

"Ao invés de ficar querendo cassar as pessoas por asfixiamento (sic) é muito melhor que espere a investigação para depois punir", completou o presidente, para quem os cargos eletivos perderão valor se um parlamentar tiver de renunciar porque está sendo denunciado na imprensa.

Lula faltou ao primeiro compromisso de sua agenda na capital mineira, a entrega de moradias financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) por conta do atraso em sua passagem pelo Rio de Janeiro. Ele participaria em seguida da entrega de diplomas a estudantes cadastrados no Bolsa Família.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos