Bancada do DEM mantém posição pelo afastamento de Sarney

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

Ao contrário da expectativa demonstrada pelo líder José Agripino (RN), na manhã desta terça-feira (4), a bancada do DEM decidiu manter a posição em defesa do afastamento do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Agripino havia dito que defenderia a mudança de postura, e a defesa de uma renúncia do peemedebista da presidência do Senado.

O líder afirmou, no entanto, que o partido está preparado para defender a investigação de Sarney pelo Conselho de Ética da Casa. Caso as representações e denúncias apresentadas contra o peemedebista sejam arquivadas, haverá recurso contra a decisão.

O conselho tem reunião marcada para esta quarta, quando o presidente, Paulo Duque (PMDB-RJ), deverá avaliar as representações. Agripino avisou que, em caso de arquivamento, um recurso será apresentado "imediatamente". Ele disse que já conta com as cinco assinaturas necessárias para apresentação de recurso ao conselho - que é formado por 15 parlamentares.

Além do DEM, outros partidos se reúnem nesta terça para discutir a crise no Senado. Uma reunião suprapartidária, reunindo representantes do DEM, PT, PSDB, PSB, PDT e PMDB, terminou sem que nenhuma medida concreta fosse anunciada. Contudo, os senadores afirmaram que o tom do enfrentamento em plenário pode se elevar, caso as denúncias sejam arquivadas.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos