Corregedor diz que declarações de Collor a Simon não foram ofensa; Simon divulga nota esclarecendo insinuações

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O corregedor do Senado, Romeu Tuma (PTB-SP), afirmou nesta quarta-feira (5) que ao dizer para Pedro Simon (PMDB-RS) "engolir" suas palavras, o senador Fernando Collor (PTB-AL), não cometeu nenhuma ofensa. "Deglutir é uma questão fisiológica. Não é algo muito simpático de se dizer, mas não é uma ofensa", disse Tuma.

Simon encaminhou um pedido à Mesa Diretora para que a Corregedoria pedisse explicações de Collor sobre insinuações feitas contra o peemedebista em plenário, na última segunda-feira. Durante discussão entre os senadores, o petebista irritou-se com Simon e pediu para que o colega "evitasse pronunciar seu nome". E ameaçou revelar fatos "incômodos" para o peemedebista.

Simon também foi alvo de insinuações por parte de Renan Calheiros (PMDB-AL). Nesta quarta, o gaúcho divulgou nota respondendo às declarações dos colegas. A respeito da empresa Portosol, citada por Renan, Simon diz que se trata de "uma instituição comunitária de crédito, sem fins lucrativos, sediada em Porto Alegre". Disse ainda que seu filho Tiago Simon foi dirigente da ONG de microcrédito no período de 2006 a 2008, "indicado como representante do governo do Estado e sem remuneração".

Sobre o episódio de importação de carne contaminada de Chernobil durante a gestão do então presidente da República José Sarney, também mencionado por Renan durante a discussão, Simon diz "não ter conhecimento do fato por não ser o ministro da Agricultura à época".

O corregedor pediu ao senador Simon que enviasse sua interpelação diretamente à Corregedoria, para que as providências pudessem ser tomadas. Tuma disse já ter solicitado as notas taquigráficas do dia da discussão entre os senadores no plenário e afirmou que pode pedir esclarecimentos tanto a Renan como a Collor - apesar de a interpelação referir-se apenas ao petebista.

Tuma criticou as insinuações feitas pelos senadores. "A investigação, a busca de dados, têm uma representatividade muito forte. Não se pode fazer uma acusação simplesmente porque não gosta da pessoa ou porque ouviu alguma coisa e aí se faz uma insinuação sem comprovação."



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos