Reunião do Conselho de Ética é suspensa para senadores acompanharem discurso de Sarney

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), suspendeu nesta quarta-feira a reunião em que anunciaria sua decisão sobre cinco ações apresentadas ao colegiado, quatro delas contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). A reunião foi suspensa até o fim do discurso de Sarney e depois deverá ser retomada.

Os pedidos para que fosse suspensa vieram tanto em plenário, por meio do líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), como de quem estava na reunião, como o líder do PT, Aloizio Mercadante (SP).

O petista argumentou que o pronunciamento de Sarney "diz respeito ao Conselho de Ética" e ressaltou que os integrantes do PMDB estavam em plenário para acompanhar o discurso do presidente. "O que não pode é as duas coisas acontecerem simultaneamente", disse.

Os trabalhos do colegiado foram abertos nesta quarta pelo presidente Paulo Duque (PMDB-RJ), que avisou que divulgará sua decisão sobre cinco ações apresentadas ao conselho.

"Eu podia ter decidido, mandado para publicação e os integrantes só iriam tomar conhecimento em outro dia, outra época, outra sessão. Mas, em consideração a esse conselho, trouxe minha decisão aqui. É uma decisão do presidente. Ele diz sim ou diz não. E os autores, conformados ou não, podem recorrer ao colegiado contra a decisão do presidente".

Pela estratégia da base aliada de Sarney, seriam arquivados as três denúncias apresentadas pelo líder tucano Arthur Virgilio (AM) e duas representações do PSOL, uma contra Sarney e outra contra Renan.

Antes de iniciar a reunião, Duque disse a jornalistas que sua decisão foi "essencialmente jurídica".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos