Tasso pede desculpas por bate-boca com Renan

Maurício Savarese
Do UOL Notícias
Em São Paulo

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) pediu desculpas nesta terça-feira (11) pela troca de ofensas que protagonizou na semana passada no plenário da Casa contra o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL). Na ocasião, o tucano chamou o peemedebista de cangaceiro e ouviu de volta que é um "coronel de merda".

Em discurso da tribuna do Senado, Tasso também criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo apoio ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que é pressionado para deixar o cargo por conta de denúncias de corrupção.

"Eu queria aqui publicamente pedir desculpas aos meus pares senadores e à população brasileira por ter me comportado de maneira que não seria adequada a um senador", afirmou. "Meu pavio é curto para acender, mas é mais curto ainda para apagar. Mas essa palavra de desculpa não significa arredar um centímetro sequer."

Em seguida, vários senadores governistas e oposicionistas se manifestaram em apoio ao tucano, que também criticou a "tropa de choque" que defende Sarney das acusações dos colegas.

"Tenho certeza de que aquele episódio está superado e que nós todos queremos seguir em frente", afirmou o líder do DEM, José Agripino Maia (RN).

Entre os que se manifestaram durante o discurso de Tasso, o líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), afirmou que quem deve desculpas não é ele, e sim a Casa como um todo. "Nós deveríamos ser os exemplos das crianças e hoje são eles que estão dando lição e cobrando que paremos com a bagunça", afirmou.

Em sua página no microblog Twitter na Internet, Mercadante afirmou que a atitude de Tasso "significa o caminho para restabelecer o debate político e retomar votações".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos