Em reunião com Lula, PSB adia decisão sobre candidatura Ciro em 2010

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília

Em reunião no Palácio da Alvorada na última quarta-feira (12), Lula e integrantes do PT reforçaram o pedido para que o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) se candidate ao Governo de São Paulo. Assim, o PT manteria a aliança nacional com o PSB.

O partido de Ciro Gomes ainda não tomou a decisão sobre lançá-lo ao Planalto ou ao governo paulista.

O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, disse que a preferência do partido é lançar Ciro à Presidência, mas que não o fará se isso vier a prejudicar "a continuidade do programa de Lula no governo federal".

"Isso nunca foi um desejo ou um pleito do Ciro ou do PSB", disse Campos sobre uma possível candidatura Ciro em São Paulo.

Pelo lado petista, além do presidente Lula, participaram da reunião a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil); o presidente do partido e deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP); o deputado federal e candidato à presidência do PT, José Eduardo Cardozo (SP), e Gilberto Carvalho (chefe de gabinete de Lula).

Pelo PSB participaram, além de Ciro e Eduardo Campos, o senador Renato Casagrande (ES); o deputado federal Rodrigo Rollemberg (DF), o líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque e Roberto Amaral (ex-ministro do governo Lula)

Fator Marina Silva
Eduardo Campos não quis falar de que forma candidatura da senadora Marina Silva (PT) pelo Partido Verde pode mudar o xadrez político de 2010.

Marina Silva tem que se decididr pela mudança de partido até setembro deste ano, prazo limite da legislação eleitoral. Já Ciro Gomes, como deputado, tem mais tempo para decidir, já que se lançaria pelo PSB.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos