Aécio apoia candidatura de Gabeira ao governo do Rio

Marco Bahe
Especial para o UOL Notícias
No Recife

A possível transferência da senadora Marina Silva (PT-AC) para o Partido Verde, com o objetivo de disputar a Presidência em 2010, tem gerado uma preocupação para um dos principais projetos já traçados pelo PV: a eleição do deputado federal Fernando Gabeira a governador do Rio de Janeiro.

Governador em campanha

Ainda em Recife, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse que o governo Lula e o Brasil vivem "uma ditadura do PMDB". Para o tucano, "é preciso reverter a lógica do país a serviço de um partido político".

O deputado carioca almoçou hoje, em Recife, com o governador mineiro Aécio Neves e conseguiu arrancar o compromisso de que o PSDB estará no palanque do PV no ano que vem.

A aliança com o PSDB é vital para Gabeira. Em 2008, quando foi candidato a prefeito da capital fluminense, Gabeira teve apoio político e financeiro dos tucanos, que doaram oficialmente R$ 1 milhão para a campanha dele.

A candidatura própria do PV ao Planalto, porém, tira do candidato do PSDB - vaga disputada pelos governadores Aécio Neves, de Minas, e José Serra, de São Paulo - um palanque local num dos estados mais importantes da federação. O medo de Gabeira é que o PSDB se unisse ao DEM, do ex-prefeito Cesar Maia, e lançasse outro candidato.

"Essa preocupação existe. Mas quero deixar claro que não é o mais importante. O mais importante neste momento é o projeto que vamos apresentar ao país a partir da possível candidatura da senadora Marina Silva. Mesmo que o PSDB me apóie quero deixar claro que estarei no palanque de Marina", disse Gabeira.

A conversa com Aécio serviu para tranquilizar Gabeira.

"Nós do PSDB temos uma parceria enorme com o PV, em Minas, em São Paulo, no Rio e vários outros estado. É importante que não haja retrocesso dessa aliança no Rio, que tem Gabeira como ponto de convergência. Sempre quis que o PV estivesse com o PSDB desde o início. Mas o PV tem uma aspiração legítima e estaremos juntos no segundo turno da eleição para presidente, seja quem for o candidato", defendeu.

Em 2008, Gabeira perdeu a eleição à prefeitura da capital - por apenas 55,7 mil votos - para Eduardo Paes (PMDB). O resultado cacifou o deputado verde à disputa estadual. Sondagem de intenção de votos do Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS), realizada em julho passado, deu 21% para Gabeira, deixando-o atrás apenas do atual governador, Sérgio Cabral (PMDB), que tem 28%. Em terceiro aparece o ex-governador Anthony Garotinho (PR), com 17%. O prefeito de Nova Iguaçu, Lindenberg Farias (PT), vem em quarto, com 9%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos