Votos do PT no Conselho de Ética não serão definidos "por pressão partidária", diz senador

Da Agência Brasil
Em Brasília

O senador Augusto Botelho (PT-RR) afirmou há pouco que os votos do partido no Conselho de Ética serão definidos pela consciência de cada parlamentar e não por pressão partidária.

O parlamentar, que é segundo suplente no colegiado, disse ainda que as representações e denúncias contra o presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) serão analisadas casa a caso pelos três parlamentares petistas que integram o conselho.

A reunião está marcada para as 14h. Além de recursos contra arquivamento de denúncias contrárias a Sarney, deve ser apreciado pedido do PMDB para dar andamento às representações sobre o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), no Conselho de Ética.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos