Senado e Câmara tentam acordo para viabilizar reforma eleitoral

Da Agência Brasil
Em Brasília

Para garantir que as novas regras da reforma eleitoral vigorem a partir de 2010, a Câmara dos Deputados e o Senado tentam construir um texto que reduza ao máximo as alterações feitas pelos senadores ao projeto aprovado pela Câmara. Este é o caso, por exemplo, do uso da internet para campanhas políticas, um dos principais debates da reforma.

Após participar de uma reunião com os relatores da matéria no Senado, Marco Maciel (DEM-PE) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o relator do projeto na Câmara, Flávio Dino (PCdoB-MA), afirmou que a tendência é construir um texto consensual. "O objetivo é manter a liberdade [na internet] sem vale tudo. A campanha política em outras mídias tem regras e não será diferente com a internet", disse o parlamentar.

O relatório final que deverá ser votado até amanhã (9) pelos senadores ainda não foi fechado pelo relatores. No entanto, o deputado maranhense informou que as divergências sem acordo entre as duas Casas devem se reduzir a "quatro ou cinco" pontos.

Ele citou, por exemplo, a possibilidade de o eleitor votar fora de seu Estado ou cidade (voto em trânsito) e o retorno do voto impresso, ambos aprovados pelos deputados e derrubados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Outro ponto da reforma que deve ser preservado pelos deputados diz respeito à possibilidade de candidatos receberem recursos de entidades desportivas.

Os deputados vetaram na proposta aprovada qualquer possibilidade de doação por parte dessas instituições. No Senado, entretanto, foi restituída a legislação vigente que possibilita a clubes que não recebem dinheiro público a realização de doações para campanhas políticas.

"Neste caso, vamos rever. A nossa avaliação é que ou tem ou não tem doação, não se pode ter meio termo", afirmou Dino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos