Comissão de Educação do Senado quer ouvir Haddad sobre vazamento de prova do Enem

Priscilla Mazenotti
Da Agência Brasil
Em Brasília

O ministro da Educação, Fernando Haddad, deverá ir ao Senado na semana que vem para tratar do vazamento das provas do Enem. O presidente da Comissão de Educação, senador Flávio Arns (PSDB-RS), disse que ainda hoje (1º) entrará em contato com ele para marcar a audiência pública.

Ele afirmou que é preciso saber o que houve no vazamento da prova e entender por quais processos o exame passa e quem é o responsável pelo sigilo. "Temos de saber exatamente o que ocorreu", disse.

Para ele, o processo agora é de esclarecimento e investigação, seja pela Polícia Federal, pelo Ministério Público ou pelo próprio ministério da Educação.

Mesmo assim, Flávio Arns disse que o MEC foi correto ao cancelar a prova porque não poderia deixá-la sob suspeita e fazer com que milhares de estudantes desconfiassem da idoneidade do processo. "A população tem de ter absoluta confiança de que a prova é algo lícito, sem falcatruas", disse.

Por conta da suspeita de fraude, a prova do Enem, que seria aplicada neste fim de semana, foi cancelada. O jornal O Estado de S. Paulo informou ao ministro que teria sido procurado ontem (30) por um homem que disse, ao telefone, ter as duas provas do Enem que as entregaria em troca de R$ 500 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos