Ex-deputado do AM acusado de mandar matar pela audiência de seu programa está foragido

Leandro Prazeres
Especial para o UOL Notícias
Em Manaus

O ex-deputado estadual Wallace Souza (PP-AM), suspeito de mandar matar traficantes de drogas para aumentar a audiência de seu programa de TV, agora é foragido da Justiça desde a manhã desta segunda-feira (5). A Justiça Estadual do Amazonas decretou hoje a prisão temporária do ex-parlamentar que, na semana passada, teve seu mandato cassado pela Assembleia Legislativa. Até as 19h (horário de Brasília), Wallace não havia sido encontrado. As polícias Civil, Militar e Federal monitoram as saídas do Estado para evitar uma possível fuga.

O delegado responsável pela operação de busca ao ex-deputado, José Divanilson Cavalcanti, disse que a Polícia Civil já informou a Polícia Federal sobre o mandado de prisão e pediu reforço na segurança das saídas de Manaus. "Nós enviamos alertas para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e outras saídas como a rodoviária e os portos. A Polícia Federal e a Militar estão de prontidão", afirmou Divanilson.

O delegado disse que, desde a manhã desta segunda-feira, equipes da Polícia Civil foram à casa do ex-parlamentar e de seus familiares, mas ele não foi localizado. "Ninguém nos deu informações sobre o seu paradeiro. Trabalhamos com a possibilidade de uma fuga", disse o delegado.

O mandado de prisão contra o ex-deputado foi pedido pela Força-Tarefa do Ministério Público Estadual (MPE) e da Polícia Civil pelos crimes de associação para o tráfico de drogas, formação de quadrilha e homicídio e expedido nesta segunda-feira (5) pelo juiz da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute), Mauro Antony. O mandado contra o ex-deputado tem 30 dias de validade, mas pode ser prorrogados por mais 30.

O ex-deputado é apontado pela polícia como líder de uma quadrilha que comandava o tráfico de drogas em Manaus. Seu filho, Raphael Souza, está preso acusado pela morte de traficantes de drogas. As mortes, segundo depoimentos de testemunhas, eram informadas com antecedência a integrantes da equipe do programa Canal Livre, apresentado por Wallace, que chegavam no local do crime antes das demais equipes de reportagem.

De acordo com o secretário executivo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, Thomaz Vasconcelos, quatro equipes da Polícia Civil estão à procura do ex-parlamentar. "Nós estamos à procura dele desde as 10h30, quando recebemos o mandado de prisão. Vamos continuar as buscas amanhã", afirmou o secretário.

Na última quinta-feira (1º), a Assembleia Legislativa do Amazonas cassou o mandato de Wallace Souza por quebra de decoro parlamentar. Desde então, o ex-deputado se mantinha recluso.

O UOL Notícias tentou contato com o advogado do ex-parlamentar, Francisco Balieiro, porém, até o momento, ele não retornou a ligação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos