Serra diz que governo ainda deve explicações sobre apagão

Maurício Savarese
Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Divulgação/Simepar

    Imagem do radar meteorológico Simepar mostra raios (em azul) e chuva em Itaberá (SP) na noite desta terça-feira (10), onde fica uma das linhas de transmissão que teria sido afetada. Para os meteorologistas, no entanto, a chuva não foi atípica.


Depois da explicação do governo federal de que o apagão de terça-feira (10) em 18 Estados aconteceu por fatores climáticos, o governador de São Paulo, José Serra, pré-candidato a Presidência pelo PSBD, disse nesta quinta-feira (12) que ainda falta detalhar melhor as razões do incidente.

O governador paulista, que na quarta-feira foi mais duro nas críticas ao Palácio do Planalto, amenizou o tom, mas insistiu que o modelo elétrico brasileiro é "frágil". "Não podemos ser um sistema elétrico que entre em colapso por causa de chuva e ventania", falou, após almoço no Palácio dos Bandeirantes com o presidente de Israel, Shimon Peres. "Isso mostra que o sistema é frágil e há necessidade de investimentos e qualidade na manutenção."

Serra evitou criticar a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sua potencial adversária nas eleições de 2010.

Parlamentares tucanos têm acusado a petista, favorita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para sucedê-lo, de má gestão no período que ela passou a frente da pasta das Minas e Energia.

"O governo como um todo precisa dar explicações melhores. Não é que não esteja dizendo a verdade, mas precisa de mais detalhamento", disse o governador.

Perguntado sobre se considerava estranho o fato de as explicações do governo serem parecidas com as dadas na gestão de Fernando Henrique Cardoso, quando houve uma situação parecida em 2001, Serra respondeu: "Mas já passaram quase dez anos", referindo-se à necessidade de mais investimentos no setor.

O governador afirmou também que não quer partidarizar o assunto. "Não estou preocupado com política, estou preocupado com o problema em si", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos