Lula diz que cumprirá decisão do STF sobre Battisti

Amanda Cieglinski
Da Agência Brasil
Enviada Especial a Roma

Após um encontro com o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que só poderá tomar uma decisão sobre o caso do ex-ativista político italiano Cesare Battisti após a conclusão do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente afirmou que caso a decisão seja determinativa, "não existe possibilidade de ser contra".

"Se a decisão da Suprema Corte for determinativa não se discute, cumpre-se", disse. Entretanto, Lula não disse qual seria sua posição caso o STF remetesse a ele a decisão sobre o caso. "Eu não posso discutir hipóteses de uma coisa que está em julgamento", argumentou.

Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália, em 1993, acusado de quatro assassinatos. Exilado, viveu na França, no México e foi preso em 2007 no Brasil. O Supremo Tribunal Federal (STF) deve concluir esta semana o julgamento sobre o pedido de extradição do ex-ativista, feito pela Itália. Por enquanto, quatro ministros votaram a favor e quatro contra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos