Ministro da Justiça sugere a Battisti que encerre greve de fome

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

Executivo e Judiciário divergem sobre prisão de Cesare Battisti

O ministro Tarso Genro (Justiça) afirmou nesta quinta-feira (19) que sugeriu ao ex-ativista italiano Cesare Battisti que encerre a greve de fome iniciada na última semana.

"Foi passada essa sugestão, sim, pelo ministro da Justiça que, em última análise, através da Polícia Federal, cumpriu seu mandado de prisão. Foi uma sugestão que eu dei e que, obviamente, ele não está vinculado a observar", disse o ministro.

A sugestão foi transmitida ao senador José Nery (Psol-PA), um dos defensores da permanência de Battisti no Brasil. "Eu sugeri a ele que dissesse a Battisti que não continuasse com a greve de fome, porque, assim como o poder Judiciário no Brasil julga com soberania, independência e autonomia, o presidente da República tem a mesma postura", acrescentou Genro.

Junto com manifestantes e outros parlamentares, o senador Nery tem visitado o italiano na penitenciária da Papuda, em Brasília, onde Battisti está preso preventivamente à espera da conclusão do seu caso. Segundo a assessoria de imprensa do senador, o italiano deve passar a tomar soro a partir de amanhã, por recomendação médica. Battisti já teria perdido nove quilos em sete dias de greve de fome.

O STF (Supremo Tribunal Federal) concluiu ontem o julgamento do pedido de extradição feito pelo governo italiano. Decidiu autorizar a extradição, mas deixou a palavra final para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ministro Tarso Genro indicou que a decisão não deve ser tomada de imediato.

"Essa é uma questão constitucional importante, que já tem uma posição definida do Supremo. Mas o seu desdobramento empírico pode ser demorado, não somente por causa desse processo, mas também porque o presidente não tem um prazo legal para tomar uma decisão sobre o assunto".

O ministro Cezar Peluso, relator do caso no STF, contribuiu para a tese da demora ao dizer que pode encontrar dificuldades para elaborar o acórdão, documento que contém os votos de todos os ministros no julgamento. Apenas após a publicação o presidente Lula poderá se posicionar a respeito do assunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos