Candidata derrotada por Arruda defende anulação do pleito de 2006 no DF

Danilo Macedo
Repórter da Agência Brasil
Em Brasília

Comente as denúncias de corrupção no governo do DF


A atual secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e candidata do PT nas últimas eleições para o governo do Distrito Federal, Arlete Sampaio, propôs hoje (30) aos movimentos sociais que se mobilizem para pedir a anulação das eleições de 2006, nas quais saiu vitorioso José Roberto Arruda, do DEM.

"Ficou configurado, a meu ver, pelo que assisti na televisão e vi na internet, um crime eleitoral. Então, todos nós que participamos do processo eleitoral em 2006 nos sentimos prejudicados", afirmou Arlete, durante reunião na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) com representantes do PT, PSB, PCdoB, PSTU, PDT e do PSOL e de movimentos sociais.

Segundo Arlete, o Distrito Federal foi alvo de "crimes eleitorais bárbaros" nas eleições de 2006 e de 2002, que estão sendo revelados agora com as últimas denúncias.

Para Antônio Carlos de Andrade, conhecido como Toninho do PSOL, que também concorreu ao governo do Distrito Federal nas últimas eleições, a população deve fazer um grande movimento, como já fez em outros momentos importantes, como a luta pelas Diretas e o impeachment do presidente Fernando Collor, "para tirar do poder pessoas corruptas, que não merecem nenhum tipo de consideração do povo".

"As investigações devem continuar. Isso é apenas a ponta do iceberg. É o mensalinho do Distrito Federal", afirmou Andrade. Para ele, a população deve exigir a renúncia imediata de todos os envolvidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos