Estrela do DEM, Kassab pressiona pela saída de Arruda do partido

Maurício Savarese
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Comente as denúncias de corrupção no governo do DF


Em público, o discurso é comedido e pede explicações imediatas a denúncias de corrupção "muito graves e muito consistentes". Nos bastidores, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, principal estrela do DEM e presidente do Conselho Político da Executiva nacional do partido, deseja que o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, deixe a sigla o quanto antes para evitar mais danos à legenda que em 2007 passou por uma "refundação" para se modernizar.

Sob condição de não terem os nomes revelados, dois interlocutores de Kassab disseram ao UOL Notícias que o prefeito não acredita em qualquer defesa de Arruda e do presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Leonardo Prudente, também do DEM. Ambos aparecem vinculados à denúncia de suposto pagamento de propina a deputados da base aliada do Palácio do Buriti, registrado em vídeo.

"Não tem argumento que resolva, o prefeito sabe que o desgaste político não pode aumentar mais", disse um deles. "Isso tem de deixar de ser caso do partido e virar caso de polícia. Não podemos ser arrastados", afirmou outro. As principais lideranças do DEM estão reunidas nesta tarde com Arruda para ouvir sua versão sobre as denúncias de pagamento a parlamentares. O dinheiro teria vindo, de acordo com a Polícia Federal, de empresas que prestam serviços ao governo do DF.

De acordo com integrantes do partido, Arruda pode ser desfiliado ainda hoje, caso não dê explicações detalhadas sobre o ocorrido. Em evento com empresários, Kassab dissse que as acusações contra o governador do Distrito Federal merecem profunda investigação, mas evitou fazer comentários mais duros porque sua posição de prefeito de São Paulo o impediria de dizer mais.

Em nota divulgada no domingo, Arruda negou ter participado do suposto esquema de pagamento de propina e afirmou que é vítima de um "ato de torpe vilania". Questionado por jornalistas sobre se acredita em manipulação desse tipo, Kassab foi lacônico: "Minha opinião sobre o que é necessário eu já dei".

Refundação
Único prefeito de capital do DEM, Kassab lidera a ala mais jovem que busca revigorar o partido antes conhecido como PFL (Partido da Frente Liberal), histórico aliado do PSDB e formado por políticos ligados tanto à reabertura democrática quanto ao Regime Militar (1964-1985). É o principal aliado na legenda do governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência, José Serra (PSDB), de quem foi vice-prefeito na capital paulista.

Já Arruda, único governador do partido e visto como um dos expoentes do grupo da refundação, é oriundo do PSDB - sigla que teve de deixar depois do escândalo da violação do painel do Senado, denunciado em 2001, relacionado à votação que cassou o senador Luiz Estevão.

Outras lideranças do partido, como o líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), e o líder no Senado, José Agripino Maia (RN) também estão inclinadas a cobrar a saída de Arruda do partido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos