Estudantes, sindicalistas, movimentos sociais e partidos formam frente ampla por impeachment de Arruda

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Estudantes, sindicalistas, militantes de movimentos sociais e de partidos políticos planejam uma temporada de manifestações para exigir o impeachment do governador Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), e a punição a deputados distritais e representantes do governo envolvidos no mensalão do DEM.

As ações de protesto serão organizadas por alunos da UnB (Universidade de Brasília), Uniceub (Centro Universitário de Brasília) e UCB (Universidade Católica de Brasília), estudantes secundaristas, militantes da UNE (União Nacional dos Estudantes), MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e CUT (Central Única dos Trabalhadores), entre outras entidades organizadas na Coordenação de Movimentos Sociais (CMS).

Hoje (1º), a partir de 18h, haverá distribuição de panfletos explicativos na rodoviária do Plano Piloto para informar a população sobre o escândalo. Amanhã (2), acontecerá uma passeata na via W Três Sul - uma das mais movimentadas de Brasília - a partir de 9h, segundo o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB.

Às 14h de amanhã, as organizações prometem um "grande ato" em frente à Câmara Legislativa, onde será protocolado o pedido de impeachment de Arruda. No final da tarde, uma série de manifestações culturais devem ocorrer na rodoviária do Plano Piloto para, segundo o DCE, comemorar o Dia Nacional do Samba e, ao mesmo tempo, protestar contra o mensalão do DEM.

Os militantes planejam um ato em frente à atual sede do governo do DF em Taguatinga na quinta-feira (3) pela manhã e uma vigília na residência oficial do governador na sexta-feira (4), de acordo com o DCE.

Para a quarta-feira da semana que vem, os manifestantes organizarão uma manifestação em frente ao Palácio do Buriti, antiga sede do governo distrital, na mesma região em que estão localizados a Câmara Distrital, o Tribunal de Justiça do DF, o Ministério Público Estadual, além de secretarias do governo.

Militantes do PSOL, PSTU, PT, PCdoB e partidários do PDT, PSB e PMDB também devem integrar as ações. Segundo Fernando Rodrigues, colunista do UOL, os estudantes da UnB já ensaiaram palavras de ordem: "Ôoo Arruda, pode chorar, mas dessa vez sua cabeça vai rolar" e "Arruda na Papuda [presídio do DF], PO [Paulo Octávio, vice-governador] no xilindró", integram o repertório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos