PSB protocola 7º pedido de impeachment contra Arruda; partido tem deputado envolvido

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília

Escândalo: elite do PMDB é citada

O PSB (Partido Socialista Brasileiro) protocolou nesta quinta-feira (3) um novo pedido de impeachment contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), na Câmara Legislativa do Distrito Federal. O pedido foi entregue pelo presidente do partido no DF, Marcos Dantas.

Um dos deputados do partido, Rogério Ulysses (PSB-DF), é citado no inquérito da Polícia Federal que investiga o "mensalão do DEM". O partido não expulsou o deputado, mas abriu um processo interno contra Ulysses na última segunda-feira (31).

Com o PSB, agora são sete pedidos protocolados na Casa. O PT, a CUT (Central Única dos Trabalhadores), o PSOL e o pastor Osésa Rodrigues de Oliveira, que representa a Ordem dos Ministros Evangélicos do Gama, já haviam feito pedidos semelhantes ontem. Na terça-feira (1º), dois advogados já haviam feito o mesmo. A Constituição permite que qualquer cidadão faça o pedido de impedimento.

O número ainda deve crescer. A Ordem dos Advogados do Brasil do DF deve definir hoje à noite se entra com outro pedido de impeachment.
Ao menos dez deputados (dois deles suplentes), além de Arruda e três secretários do Distrito Federal são suspeitos de participar de pagamento de propinas no governo do DF, esquema investigado pela Polícia Federal.

Os seis primeiros pedidos foram lidos ontem no plenário da Casa e encaminhado pela Mesa Diretora da Câmara à Procuradoria, de onde será enviado à CCJ (Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça). Depois, deve ir ao plenário da Câmara. O trâmite regimental só permite que o pedido seja votado depois de ser publicado em um diário oficial do DF, geralmente no dia seguinte ao protocolamento.

O pedido necessita da aprovação de 16 dos 24 deputados distritais. A ideia do PT, de acordo com Cabo Patrício, o novo presidente da Câmara após o afastamento de Leonardo Prudente (DEM) - também envolvido no escândalo -, é votar o pedido já nesta quinta-feira (3).

A oposição ao governo Arruda, até a semana passada, só era formada por cinco deputados do PT e do PDT. Os deputados esperam o auxílio dos partidos que saíram da base de apoio a Arruda nesta semana -PSB, PPS e PSDB. O PMDB só deve se pronunciar sobre o assunto na próxima segunda-feira (7).



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos