Justiça Eleitoral do Acre condena candidato por propaganda antecipada no Twitter

Andréa Zílio
Especial para o UOL Notícias
Em Rio Branco

O ex-prefeito de Rodrigues Alves (AC), Francisco Vagner de Santana Amorim, conhecido como Deda Amorim, foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) por propagada eleitoral antecipada em sua página pessoal no microblog Twitter.

Em setembro de 2009, Lula vetou restrição à internet durante as eleições


O TRE acatou representação do Ministério Público Eleitoral no último dia 15 de dezembro, em uma das últimas sessões realizadas no ano. A decisão só foi divulgada nesta sexta-feira (22). A relatora do processo, a desembargadora Eva Evangelista, determinou que o político retirasse as postagens com teor ilegal, além de pagar multa no valor de R$ 5 mil.

Deda Amorim retirou não só o comentário como extinguiu sua página pessoal do site. Pela representação apresentada pelo procurador regional eleitoral substituto Paulo Henrique Ferreira Brito, Deda Amorim teria inserido mensagens de textos com nítido caráter eleitoral, promovendo propaganda eleitoral com vistas à eventual futura candidatura ao pleito de 2010.

"Eu fui notificado a retirar as mensagens e cumpri o que a Justiça pediu assim que tomei conhecimento. Eu confesso que não tinha certeza que não poderia utilizar o twitter dessa forma. Achei que as mensagens que falavam de minhas visitas pelo Estado não fossem prejudiciais porque ainda não sou candidato, mas a Justiça entendeu que era de cunho eleitoral", diz.

O prazo fixado pela Justiça para o início da propaganda eleitoral é 6 de julho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos