Lupi diz que PDT fará parte da coordenação de campanha de Dilma

Da Agência Brasil
Em Brasília

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse nesta quarta-feira (3) que o PDT terá um representante na equipe de coordenação da campanha da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, para a Presidência da República.

De acordo com ele, o nome ainda não foi escolhido pela ministra, o que só deverá acontecer após o dia 3 de abril.

"A ministra não está cuidando disso ainda porque tem compromissos com a Casa Civil. Ela escolherá o nome do PDT quando se afastar do cargo. E ela irá trabalhar até o último minuto do dia 3", disse Lupi.

Um dos nomes cotados para assumir a tarefa é o do atual secretário-geral do partido, Manuel Dias. "Ele é um candidato, pode ser ele sim. Mas existem muitos outros nomes e ainda falta tempo para decidir", disse o ministro.

As declarações foram dadas após reunião do PDT na Câmara dos Deputados para escolha do novo líder do partido na Casa. Até julho o líder será o deputado Dagoberto e a partir de julho o deputado Brizola Neto (PDT-RJ).

O ministro falou ainda sobre a geração de empregos. Segundo ele, o Brasil foi o único país do G20 a gerar mais de 1 milhão de empregos em 2009 e a expectativa é que o país bata um recorde histórico de mais de 2 milhões de empregos gerados em 2010.

"Essa é uma previsão minha que sou otimista. Vamos ver se mais uma vez eu vou ganhar dos pessimistas", disse o ministro. Em janeiro, o país gerou mais de 100 mil empregos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos