Deputados vão analisar pedidos de impeachment de Arruda depois do Carnaval

Priscilla Mazenotti
Da Agência Brasil
Em Brasília

Depois da prisão do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e do pedido de intervenção federal, os deputados distritais resolveram analisar três pedidos de impeachment contra o governador. Na próxima quinta-feira (18), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa vai se reunir e deverá aceitar os pedidos de investigação de Arruda por crime de responsabilidade.

Desde o início da crise, em novembro, a Câmara Legislativa recebeu oito pedidos de impeachment contra Arruda. Por ter maioria governista – e com dez deputados também acusados de envolvimento no esquema –, os pedidos não chegaram nem a ser analisados. A decisão foi tomada hoje (12) pela manhã com deputados e a mesa diretora.

"A prisão do governador e o pedido de intervenção fez com que os parlamentares mudassem de comportamento, o que me dá a esperança de que a gente poderá avançar nas investigações e na punição dos envolvidos nesse escândalo”, disse o deputado Paulo Tadeu (PT). “A Câmara nada fez ou pouco fez para apurar os casos e a sociedade quer uma resposta”, completou.

O deputado petista Chico Leite disse esperar que, na mesma reunião, os pedidos de impeachment contra o governador em exercício, Paulo Octávio (DEM), também sejam analisados. “Todos os colegas estão com a consciência de que se essa Casa se omitir, vai ser extinta”, afirmou. Ele disse que, desta vez, os pedidos serão de fato analisados com a concordância, inclusive, de parlamentares da base governista.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos