Ao lado de Serra, Aécio volta a negar vice em chapa tucana

Rayder Bragon

Especial para o UOL Notícias*<br>Em Belo Horizonte

Sob gritos de "Aécio, presidente!" e ao lado do colega de partido José Serra, o governador mineiro, Aécio Neves (PSDB), voltou a afirmar nesta quinta-feira (4) que não pretende ser candidato a vice na chapa do governador de São Paulo à Presidência da República.

“O homem público que não resiste a pressões não merece fazer política", disse Aécio, parafraseando uma máxima do avô Tancredo. "Todos nós temos as nossas convicções e eu sou um homem de convicções. Eu tenho as minhas. Enquanto elas não se alteraram, eu sigo meu rumo”, afirmou Aécio, durante inauguração da Cidade Administrativa Tancredo Neves, em Belo Horizonte. “Se alguém, em determinado momento, me convencer do contrário, eu tenho que avaliar.”

Já sobre a possibilidade de se tornar candidato ao Planalto em uma hipotética desistência de Serra, Aécio foi mais direto: “Vou ser taxativo. O momento de uma eventual candidatura minha à Presidência já passou. Não será desta vez”.

O governador disse ainda que Serra compreende que seu papel é mais importante em Minas Gerais, para ajudar o governador paulista a ser vitorioso. E defendeu o colega tucano, dizendo que seu partido tem um nome, mesmo ele ainda não tendo se pronunciado, e que Serra tem todas as chances de sair vencedor.

"Minas é minha causa, minha casa, meu chão. Minas é minha pátria", disse Aécio durante inauguração da nova sede administrativa do governo mineiro.

Em dezembro, o governador abriu mão publicamente de suas pretensões de ser o candidato do PSDB à Presidência nas eleições deste ano.

Desde então, é grande a pressão para que ele venha compor como vice na chapa do partido. O provável candidato, o governador José Serra (SP), ainda não tornou pública sua pré-candidatura. Isso ajuda a alimentar especulações de que ele pode não disputar a Presidência, o que abriria o caminho para Aécio voltar ao páreo.

O governador mineiro --que já falou sobre sua intenção de tentar uma cadeira no Senado, além de trabalhar para fazer seu sucessor em Minas-- elogiou o colega paulista no discurso e o chamou de amigo.

"Serra é um grande companheiro destas e também de outras lutas, um amigo."

* Com informações da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos