Comissão da Câmara convida Dilma e Hélio Costa para falar do caso Telebrás

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou na manhã desta quarta-feira (10) um convite aos ministros Dilma Rousseff (Casa Civil) e Hélio Costa (Comunicações) para esclarecer se houve favorecimento de empresas privadas com a informação antecipada de que o governo voltaria investir na Telebrás. As ações da companhia foram valorizadas em cerca de 35.000% no atual governo.

“Essa acentuada valorização teria sido provocada por rumores e vazamento de informações privilegiadas sobre a criação de uma estatal para comercializar serviços de acesso à banda larga. O governo federal vem reiteradamente confirmando o interesse em recuperar a estatal Telebrás para levar a prestação de serviços de internet por banda larga”, justifica o deputado Índio da Costa (DEM-RJ) em seu requerimento.

“Agora, esperamos a retribuição da gentileza e a presença dos ministros. Entre tantas implicações do escândalo da Telebrás, precisamos estar atentos ao pequeno acionista e ao usuário dos serviços de telecomunicações, que, como sempre, deverão ser os mais lesados se comprovadas as denúncias graves. Cabe à Comissão de Defesa do Consumidor não deixar que a corda volte a rebentar no lado mais fraco”, defendeu o democrata.

Além dos ministros, o parlamentar pediu que na audiência pública estejam presentes o presidente da Telebrás, Jorge da Motta da Silva, o Secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna dos Santos, o proprietário da Star Overseas, Nelson dos Santos, e a presidente da CVM (Comissão de Valores Mobiliários, órgão que regula o mercado financeiro e é vinculado ao Ministério da Fazenda), Maria Helena dos Santos Fernandes de Santana.

Ofensiva na PGR
A oposição também lançou na manhã de hoje outra ação para tratar do tema. Líderes de DEM, PPS e PSDB entregaram uma representação à Procuradoria Geral da República (PGR) contra Dilma e o ex-ministro José Dirceu, sob acusação de suposto lobby para a empresa Star Overseas Venture. O lobby teria rendido R$ 620 mil a Dirceu, pagos pela empresa, Star Overseas Venture, que comprou a endividada Eletronet cujas ações foram valorizadas com a exposição da intenção do governo de voltar a investir na Telebrás, dentro do Plano Nacional de Banda Larga.

Se confirmada a ação, Dilma e Dirceu podem responder por crimes contra a administração pública, contra o mercado de capitais e por improbidade administrativa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos