Advogado vai recorrer à OAB por ter sido impedido de conversar com Arruda "a sós" na PF

Roberta Lopes
Da Agência Brasil
Em Brasília

O advogado do governador licenciado José Roberto Arruda, Nélio Machado, disse que vai entrar com uma representação no Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) por ter sido impedido de ter uma conversa privada com seu cliente, que está preso na superintendência da Polícia Federal desde o dia 11 de fevereiro.

"Eu não vou falar sob vigilância policial. Não vou aceitar como se estivesse vivendo na Alemanha Oriental, antes da queda do Muro [de Berlim]. [Não vou aceitar] bisbilhotagem na minha conversa de advogado."

Segundo Machado, ele foi impedido de conversar de forma particular com Arruda por um policial que não deixou que ele fechasse a porta do local onde o governador licenciado está preso.

Para a Polícia Federal, o procedimento faz parte do controle de segurança. Ainda segundo a assessoria do órgão, "nenhum policial fica escutando conversa entre cliente e advogado".

Machado disse que irá levar um requerimento ao presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) para relatar o episódio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos