Livro de Ricupero recorda viagem internacional de Tancredo em 1985

Rafael Spuldar

Do UOL Notícias <BR> Em São Paulo

Entrevista com Rubens Ricupero

  • Ricupero relembra histórias curiosas de Tancredo

Em janeiro de 1985, Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil pelo Colégio Eleitoral. Ele teria sido o primeiro civil a assumir o Planalto após o regime militar, se não tivesse adoecido em março, na véspera da posse, e morrido pouco mais de um mês depois, em 21 de abril. Vinte e cinco anos depois, e no ano em que completaria um século de vida, Tancredo é tema de um livro escrito pelo diplomata e ex-ministro da Fazenda e do Meio Ambiente Rubens Ricupero. Diário de Bordo – A Viagem Presidencial de Tancredo Neves relata o giro internacional feito em 1985 pelo então presidente eleito, do qual Ricupero era assessor para assuntos internacionais.

O diplomata manteve um diário durante a viagem, cujas anotações são a base do novo livro, assim como os discursos feitos por Tancredo no exterior. Em entrevista exclusiva para o UOL Notícias, Ricupero lembra alguns episódios da viagem, assim como dá suas impressões pessoais sobre o primeiro presidente civil após o fim do regime militar – e que não conseguiu tomar posse.

Entre as histórias do livro, o diplomata recorda as reuniões de Tancredo com líderes mundiais (como o então presidente norte-americano Ronald Reagan e o argentino Raúl Alfonsín), assim como episódios curiosos, como uma tirada feita pelo presidente eleito do Brasil sobre sua árvore genealógica, durante um momento de descontração no palácio presidencial português.

Diário de Bordo – A Viagem Presidencial de Tancredo Neves (456 páginas) é editado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, com preço sugerido de R$ 45.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos