Senado adia votações para 4a-feira; governo desiste da MP da Caixa

Raíssa Abreu
Da Agência Senado

Em Brasília

Por falta de quórum e por acordo entre as lideranças, os projetos que constavam da pauta da sessão deliberativa desta terça-feira (23) tiveram sua apreciação transferida para esta quarta-feira (24).

De acordo com o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), a sessão deverá ser iniciada com a votação da Medida Provisória 471/09, que concede incentivo fiscal às montadoras e fabricantes de veículos instalados nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O prazo de tramitação da MP 470/09, que abre crédito de R$ 6 bilhões para a Caixa Econômica Federal e de R$ 1 bilhão para o Banco do Nordeste do Brasil, se encerrou nesta terça-feira. Após semanas de embates com a oposição e com os parlamentares do Nordeste, que exigiam a inclusão no texto de garantias para a renegociação da dívida dos agricultores do semiárido, o governo desistiu de brigar pela aprovação da matéria.

Jucá afirmou que, após a aprovação da MP 471, as prioridades do governo serão a discussão da reforma da Lei Pelé e do Estatuto do Torcedor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos