"Por que querem me transformar em boi de piranha?", diz empresário que permaneceu quieto na CPI da Corrupção do DF

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Após o silêncio, uma dúvida: “Eu gostaria de só saber por que querem me transformar em boi de piranha”, questionou o proprietário da empresa Linknet, Gilberto Batista Lucena. Este foi o desabafo do empresário ao sair da sessão da CPI da Corrupção na manhã desta terça-feira (06) na Câmara Legislativa do Distrito Federal, em que ficou calado por quase meia hora.

O questionamento de Lucena foi duramente criticado pelo deputado distrital, Paulo Tadeu (PT), um dos integrantes da comissão. “Uma empresa que recebeu o que recebeu, influenciando politicamente... Ficar milionário a custa de dinheiro de corrupção? Ele é que vai ter que explicar, vai ter que explicar o que é boi de piranha”, rebateu o parlamentar.

Segundo Tadeu, os trabalhos da comissão não deverão ter prejuízo com a falta das respostas dos depoimentos, uma vez que os demais convocados para depor podem utilizar do mesmo recurso jurídico de obter um habeas corpus para não ter de responder às questões dos parlamentares e, assim, não se autoincriminar. De acordo com a lei, se mentissem na CPI poderiam ser condenados de um a três anos de detenção e ainda ter de pagar multa.

O petista argumentou que as demais testemunhas irão receber um questionário escrito e não terão de comparecer à Câmara para responder às dúvidas dos deputados. Elas terão um prazo de 10 dias para devolver o questionário. Além disso, se optarem por não responder, a CPI poderá pedir a quebra de sigilo bancário e fiscal delas, como fará com Lucena e a Linknet.

O deputado Raimundo Ribeiro (PSDB) concordou com o petista e avaliou que, mesmo sem os depoimentos, há outras formas de comprovar as denúncias. Ambos esperam que ao menos um “bom relatório” seja apresentado à sociedade, “enquanto o Ministério Público e a Justiça devem punir os envolvidos”.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos