Temer afirma que vai rever pagamentos extras a deputados que voltaram ao cargo

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou na tarde desta terça-feira (6) que irá rever a decisão da Casa de pagar R$ 16.500 para cada um dos 15 deputados que ocupavam cargos de ministros e secretários estaduais e voltaram para poder se candidatar nas eleições de outubro.

Dos que retornaram, quatro são ex-ministros: Edson Santos (PT-RJ), da Promoção da Igualdade Racial; Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), da Integração Nacional; José Pimentel (PT-CE), da Previdência; e Reinholds Stephanes (PMDB-PR), da Agricultura.

Para receber esses parlamentares, a Câmara custeou as despesas deles com transporte, até para os que já atuavam no Distrito Federal. A denúncia foi divulgada na edição de hoje do jornal Correio Braziliense. "Vou mandar rever. Vou examinar esse assunto também. Não vou falar em cancelar o pagamento", disse Temer.

O deputado afirmou que, com relação aos pagamentos de seus pares, a Câmara já modificou alguns pontos, pagando os parlamentares apenas pelos dias trabalhados. "Revi aquela história do deputado que vinha, ficava um, dois dias e recebia o mês inteiro. Agora só recebe os dias trabalhados", destacou.

Os 15 deputados são: Davi Alcolumbre (DEM-AP), ex-secretário municipal de Obras; Edson Santos (PT-RJ), ex-ministro da Promoção da Igualdade Racial; Gastão Vieira (PMDB-MA), ex-secretário estadual de Planejamento; Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), ex-ministro da Integração Nacional; Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), ex-secretário de Articulação Metropolitana; Jorge Bittar (PT-RJ), ex-secretário municipal de Habitação; João Leão (PP-BA), ex-secretário estadual de Infraestrutura; Leonardo Picciani (PMDB-RJ), ex-secretário estadual; Mauro Mariani (PMDB- SC), ex-secretário estadual de Infraestrutura; Nelson Pellegrino (PT-BA) ex-secretário estadual de Justiça; Osmar Terra (PMDB-RS) ex-secretário estadual de Saúde; Paulo Bauer (PMDB-SC), ex-secretário estadual de Educação; José Pimentel (PT-CE), ex-ministro da Previdência; Reinhold Stephanes (PMDB-PR), ex-ministro da Agricultura; Sérgio Brito (PSC-BA) ex-secretário de Planejamento de Salvador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos