Lula defende Geddel de acusações de repasse e critica "joguinho político pequeno"

Yara Aquino
Da Agência Brasil

Em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje (8) o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima da acusação de que ele teria direcionado mais verbas à prevenção de catástrofes na Bahia, seu Estado, do que para os demais enquanto esteve à frente do ministério.

“Não é verdade. Acho que o Geddel tem que chamar quem fez a denúncia para essa pessoa provar que ele fez aquilo. Não é possível em cima de uma desgraça que se abateu sobre o Rio de Janeiro alguém fazer uma leviandade dessas”, disse Lula a jornalistas, ao ser perguntado sobre o assunto.

Lula afirmou ainda que a acusação mostra um “joguinho político pequeno” contra Geddel, que deixou o ministério para se candidatar ao governo da Bahia.

Auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) na Secretaria de Defesa Civil mostra desequilíbrio na destinação de verbas para ações de prevenção de catástrofes entre 2004 e 2009. A Bahia teria recebido 37,2% dos recursos liberados, enquanto o Rio de Janeiro recebeu 0,65% da verba liberada.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos