Discussão sobre reajuste dos aposentados não é eleitoreira, diz Romero Jucá

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

O líder do governo no Senado, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), rebateu as críticas que tem recebido do líder do governo da Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), de que teria transformado a discussão sobre o reajuste dos aposentados em campanha eleitoral e demagógica, para conquistar o eleitorado e mostrar que o Senado é “mais generoso” que a Câmara para promover aumentos a setores da população.  


“Essa questão não é eleitoreira. Esta questão é importante, porque diz respeito à vida de milhões de brasileiros”, disse Jucá. “Nós estamos, de certa forma, articulando para sensibilizar a área econômica para tentar verificar se há possibilidade de chegar ao 7,7%”, completa.

O próprio Jucá reconhece que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já afirmou, por meio do ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, que o governo não ultrapassaria os 7% às aposentadorias com valor acima de um salário mínimo.

Antes de se reunir com lideranças do Senado, o ministro Padilha almoçou com deputados para negociar, além da medida provisória, outras articulações para evitar obstruções à votação dos projetos do pré-sal.

A discussão sobre o reajuste dos aposentados está fila para entrar em votação no plenário da Câmara, e depois segue para o Senado. Se houver alteração entre os senadores, o projeto será novamente votado na Câmara para, então, ser sancionado pelo presidente Lula.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos