Novo governador do DF aposta na "normalidade" para afastar intervenção federal

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Recém-empossado governador do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDB) se comprometeu em mostrar ao Judiciário que a ação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pela intervenção federal após a crise institucional no DF não será necessária. Rosso aposta no esforço que fará, com sua equipe, de manter as obras e os serviços à população.

“O DF espera de todos nós um resgate da normalidade. Não é hora de apostar no fracasso, mas sim, na legitimidade do governo local (...). Nas primeiras semanas, vamos manter as máquinas funcionando e rever as despesas com os comissionados. Nós vamos mostrar pro STF (Supremo Tribunal Federal) e para a PGR (Procuradoria Geral da República) que a intervenção não é necessária", afirmou.

Rosso pretende compor um governo com integrantes das legendas que o apoiaram nas eleições, mas confirmou que o critério para a escolha dos novos secretários “será técnica e não partidária”.
“Ainda não [está definida a lista dos novos secretários]. Está aqui na nossa cabeça. Haverá alterações, mas com responsabilidade”, disse ao lado do atual secretário de Cultura, Silvestre Gorgulho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos