Justiça do DF determina bloqueio de bens do deputado "da meia"

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Vídeo que mostra Leonardo Prudente escondendo dinheiro na meia foi divulgado no final do ano passado

O juiz da 2º Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Álvaro Ciarlini, aceitou nesta quinta-feira (22) uma ação do Ministério Público que determina o imediato bloqueio de todos os bens e direitos do ex-presidente da Câmara Legislativa do DF e ex-deputado distrital, Leonardo Prudente – que ficou conhecido pelas imagens que o mostravam guardando somas de dinheiro em suas meias e nos bolsos do paletó.

Os vídeos foram produzidos pelo ex-secretário de Relações Institucionais do governo do Distrito Federal, Durval Barbosa, que, por delação premiada, apresentou à Polícia Federal provas de que havia um esquema de pagamento de propinas para servidores e prestadores de serviço no governo local.

A decisão do magistrado se estende a todas as pessoas jurídicas com quem Prudente tenha sociedade, direta ou indiretamente, por meio de intimações ao Banco Central do Brasil e à Receita Federal.

Em nota, o juiz ressaltou que há o risco de que o ex-deputado “promova a ocultação dos bens e valores adquiridos de forma ilícita, razão pela qual requer a providência legal”.

Para juiz, a medida é emergencial a “fim de ressalvar a futura e integral indenização”, aos cofres públicos aos danos em virtude da “pretensa conduta ilícita” de Prudente. Ainda cabe recurso.

O advogado de Prudente não respondeu às sucessivas chamadas do UOL Notícias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos