Lula reafirma que Congresso deve decidir sobre reajuste de aposentados; Câmara e Senado disputam maior reajuste

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou nesta quinta-feira (22) que não há parlamentar que defenda mais os aposentados do que ele próprio e que cabe aos deputados e senadores votarem a partir do acordo já feito com as centrais sindicais que defendem a categoria.

Reajuste de 6,14% é um retrocesso, diz sindicato de aposentados

“Ao presidente da República não cabe ficar dando palpite e dizendo o que deve votar. A proposta do governo estava acordada com as centrais sindicais. Se o Congresso fizer alguma coisa diferente, eu vou receber o projeto aprovado, e, no silêncio da mesa, vou tomar a decisão que deve ser tomada. Até porque não acredito que dentro do Congresso Nacional tenha qualquer deputado ou senador que defenda mais aposentado do que eu”, disse o presidente.

A questão, no entanto, virou queda de braço entre a Câmara e o Senado para saber qual Casa dará o maior reajuste. O relator da medida provisória, o deputado federal petista Cândido Vaccarezza, defendia até a semana passada o limite máximo de 7% para aqueles que recebiam acima de um salário mínimo.

Cedendo a pressões, nesta última terça-feira, antes do feriado, Vacarezza anunciou uma proposta de escalonamento dos pagamentos. A base aliada do governo ainda não se manifestou se apoiaria ou não. Sem o apoio dos aliados da Câmara, a questão, que está na pauta do plenário, continua sem data para ser votada.

A proposta do petista prevê que os valores de aposentadorias de um até três salários mínimos receberiam reajuste de 7,7%, atingindo 5,6 milhões de pessoas, num total de 8,36 milhões.

Já para quem recebe acima de três salários mínimos ficaria mantido o reajuste de 6,14%, já proposto e aceito pelo Executivo para todos os aposentados que recebem acima do mínimo.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), a oposição e alguns partidos da base aliada da Câmara ainda defendem um reajuste de 7,7% para todos os aposentados que recebem acima de um salário mínimo.

“Sinceramente? Não faço política de ‘disse-me-disse’. Eu espero que todo mundo faça o melhor possível sem causar prejuízo algum”, avaliou Lula, que deve se reunir ainda nesta noite com ministros para discutir o assunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos