Topo

Manifestantes mantêm ocupada nova sede da Câmara do DF e exigem deposição de Rosso

Guilherme Balza

Do UOL Notícias <BR> Em São Paulo

2010-04-22T10:23:29

22/04/2010 10h23

Cerca de 40 manifestantes mantêm a nova sede da Câmara Legislativa do Distrito Federal ocupada desde as 20h de ontem (21). Os ocupantes exigem a deposição do novo governador, Rogério Rosso (PMDB), alegando que sua eleição foi ilegítima. Rosso foi eleito de forma indireta, em uma eleição na qual votaram 13 deputados distritais --oito deles envolvidos no escândalo de corrupção conhecido como mensalão do DEM.

A eleição indireta foi realizada após a cassação do mandato do antigo governador José Roberto Arruda (ex-DEM) --que também ficou preso na carceragem da Polícia Federal (PF)-- e a renúncia do vice, Paulo Octávio (ex-DEM). Até a realização das eleições indiretas, quem ocupou a cargo de governador provisório foi o deputado Wilson Lima (PR).

“O objetivo nosso é mostrar que a eleição foi irreal, uma farsa”, afirma Francisco Carneiro, servidor público que participa da ocupação. Os ocupantes também criticam a construção da nova sede da Câmara, obra que já custou R$ 160 milhões aos cofres públicos, valor quatro vezes maior ao estimado no projeto. A obra permanece inacabada.

Segundo Carneiro, ontem à noite, mais de 100 manifestantes estavam na Câmara do DF. Integram a ocupação estudantes da UnB (Universidade de Brasília) e de universidades particulares, militantes de partidos de esquerda e ativistas independentes. A Polícia Militar e o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) já estiveram no local, mas não intervieram na ocupação.

Nesta manhã, os manifestantes realizam uma assembleia para definir os rumos da ocupação.
 

Mais Política