Acampado por tempo "indeterminado", MST mantém protestos na Bahia

Da Agência Brasil
Em Brasília

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) mantêm os protestos iniciados ontem (26) em Salvador. Hoje (27) pela manhã integrantes do movimento fizeram uma caminhada da Estação do Metrô Rótula do Abacaxi, onde estão acampados, até a Secretaria de Agricultura Irrigação e Reforma Agrária do Estado (Seagri). O intuito, segundo a assessoria de imprensa do MST, é permanecer no local até o início da tarde quando os manifestantes devem ser recebidos para uma reunião.

“Estamos com acampamentos montados e por prazo indeterminado. Ficaremos aqui até o cumprimento das pautas”, disse Marcio Matos um dos coordenadores dos sem-terra.

A reforma agrária na Bahia e a situação das cerca de 25 mil famílias que ocupam assentamentos no estado são os principais temas da reunião. Do início do mês até agora, 16 fazendas foram ocupadas pelo MST na Bahia.

Ontem (26), cerca de 5 mil pessoas fizeram uma caminhada saindo de Feira de Santana. Eles passaram pela BR-234 até chegarem à Estação do Metrô Rótula do Abacaxi onde estão acampados. As manifestações fazem parte do Abril Vermelho que rememora o Massacre de Eldorado de Carajás, no qual 19 pessoas foram mortas, em 17 de abril de 1996, no Pará.

De acordo com o MST, as manifestações são pacíficas e não houve confronto com a polícia. Líderes do movimento afirmam ainda que não há data para que as ocupações em áreas rurais consideradas improdutivas terminem e que todas as decisões dependerão das negociações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos