Presidente do PSDB afirma que indicação da "Time" sobre Lula é boa para o Brasil

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Em um dos poucos momentos de convergência em ano eleitoral, senadores da base do governo e da oposição concordaram nesta quinta-feira (29) que a indicação da revista americana “Time” do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como um 25 dos líderes mais influentes do mundo é positiva para a imagem do Brasil no cenário mundial.

 

“O Lula é um líder evidentemente popular no Brasil e fora dele. Bom para o Brasil e bom para ele. Mesmo sendo da oposição, é bom para o país que seja elogiado internacionalmente”, afirmou o presidente nacional do PSDB, o senador tucano Sérgio Guerra (PE).

 

Na avaliação do senador petista Eduardo Suplicy (SP), a citação do presidente nesta lista é representativa para o país que costuma constar no noticiário internacional com notícias sobre violência e corrupção.

“[Lula] conseguiu algo muito significativo, que é combinar o desenvolvimento da economia com a distribuição de renda. Ele respeitou o sentimento maior de nós, brasileiros, que precisamos aperfeiçoar as instituições democráticas”, comemorou Suplicy.

No entanto, para o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), os critérios da revista para a escolha dos líderes é “muito subjetiva” e que o principal programa de governo Lula citado pela publicação, o Fome Zero, não saiu do papel e foi substituído pelo Bolsa Família.

 

“O que vi na imprensa foi o Fome Zero, que é um programa que não existe. Morreu no nascedouro. Não levo a sério esse tipo de promoção porque existe um critério que desconheço. Esse tipo de evento (eleição dos mais influentes) fica sob suspeição sob o meu critério de análise”, destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos