Lula "não tem outra saída" e vai vetar reajuste de 7,72% nas aposentadorias, diz líder do governo

Da Agência Câmara

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou nesta quinta-feira (6) que o governo deve vetar a Medida Provisória 475/09, que reajustou em 7,7% as aposentadorias acima do mínimo e extinguiu o fator previdenciário.

"Nós vamos esperar a votação no Senado, e a expectativa do governo é que o Senado corrija [o que foi aprovado na Câmara]”, diz Vaccarezza. “Se o Senado não corrigir, acho que por responsabilidade fiscal, e por não se deixar levar pelo eleitoralismo, o presidente da República não tem outra saída que não vetar."

Críticas a Sarney
O líder do governo criticou o presidente do Senado, José Sarney, que afirmou que a proposta deve ser aprovada naquela casa. "Eu respeito muito o presidente Sarney, mas ele, como presidente do Senado, não deveria adiantar uma posição de votação. Deixasse isso para os líderes. O líder [do governo no Senado Romero} Jucá vai trabalhar pelo governo para chegar a um acordo no Senado."

O fim do fator previdenciário foi sugerido em emenda apresentada pelo líder do PPs, deputado Fernando Coruja (SC), à MP 475/09. O índice de 7,7% foi incluído na medida provisória, por meio de emenda do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), e corresponde à inflação acumulada pelo INPC mais 80% da variação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2008 a 2009.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos