Ministro do TSE julga improcedente nova representação contra Lula

Débora Zampier
Da Agência Brasil
Em Brasília

O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu pela improcedência de uma representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por propaganda eleitoral antecipada. A suposta propaganda a favor de Dilma Rousseff teria acontecido em uma visita a obras de transposição do Rio São Francisco em Buritizeiro (MG), em outubro de 2009.

O ministro Henrique Neves não reconheceu a representação em relação à Dilma Rousseff devido à inexistência de provas. Quanto a Lula, Neves disse não ter encontrado “elementos capazes de caracterizar a prática de propaganda antecipada”.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos