Líderes tentam entendimento, mas oposição decide obstruir votação na Câmara

Da Agência Brasil

Nenhuma matéria foi votada na sessão desta quarta-feira (15) da Câmara. Os líderes partidários chegaram a fazer uma reunião na tentativa de um entendimento em torno de algumas matérias. No entanto, as lideranças oposicionistas disseram que obstruiriam a sessão para impedir qualquer votação nesta noite.

A obstrução, segundo os oposicionistas, é para forçar a inclusão na pauta de votação do destaque que retira do projeto de lei que cria a Contribuição Social para a Saúde. Segundo o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), a obstrução deve prosseguir até a votação do destaque para que se conclua a votação da proposta e que seja encaminhada à apreciação do Senado Federal.

Mesmo com a decisão da oposição de continuar no processo de obstrução, a maioria dos líderes que participaram da reunião decidiu incluir na pauta desta semana a apreciação de uma medida provisória e dos projetos de lei sobre a instalação da internet rápida nas escolas públicas, a garantia da visita dos avós aos netos em caso de divórcio dos pais, a reestruturação do Conselho Nacional de Direitos Humanos e o Tratado de Itaipu.

Os deputados devem tentar votar na sessão de hoje (16) a urgência para a apreciação do projeto de lei que legaliza as casas de bingos, caça-níqueis e videobingos no país. A ideia de colocar o tema na pauta foi de alguns líderes da base governista. Para o líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO), só há benefícios com a aprovação da lei legalizando os bingos. "Votando essa lei nós tiramos da clandestinidade. Essa proibição provoca muita corrupção", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos