ONU tem que ser comandada por burocrata, não por político, diz Lula ao descartar cargo

Maurício Savarese
Do UOL Notícias

Em São Paulo

Provocado por uma piada do premiê italiano, Silvio Berlusconi, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (29) que não pretende se candidatar ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas nem candidato à Presidência da República em 2014. Aliados do brasileiro defendem que ambas as aspirações estão em sua agenda.

Durante entrevista ao lado do líder italiano na sede da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Lula afirmou que sua candidata ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff (PT), terá direito de tentar sua reeleição caso vença na votação de outubro. Ele disse ainda que um burocrata, não um político, é necessário para comandar a ONU.

“Na minha cabeça, um cargo como a ONU não pode ser exercido por um político que tem tanta importância quanto outros. Não pode ter ali um presidente de um país. O que eu defendo é que nesses cargos tem que ter um bom burocrata, que saiba o limite da sua atuação. E que saiba quem manda nesses foros, que são os países”, afirmou.

O nome de Lula foi cogitado por aliados internacionais para se tornar sucessor do sul-coreano Ban Ki-moon como secretário-geral da ONU. França, Índia e países africanos indicaram simpatia por uma eventual candidatura do presidente brasileiro para o cargo.

Sobre a campanha presidencial brasileira, Lula ouviu Berlusconi dizer que seu colega brasileiro é “jovem e cheio de energia”, podendo descansar quatro anos para depois retornar ao Palácio do Planalto por mais oito. O petista rejeitou a possibilidade e afirmou que Dilma, líder nas pesquisas de intenção de voto, é o melhor quadro que tinha à disposição para concorrer contra o oposicionista José Serra, candidato do PSDB.

“Quando você tem um político mau caráter, ele elege ou uma pessoa muito fraca ou prefere que a oposição ganhe para ele voltar. Eu estou elegendo uma pessoa que considero o que há de melhor. Portanto, se eleita, ela tem chance de fazer um belíssimo governo e poderá se reeleger. Me contentarei em ser cabo eleitoral mais uma vez”, disse Lula, que prometeu passar os próximos anos em ações pelo Brasil e pela África.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos