Dois suplentes assumem, e bancada dos "sem voto" no Senado chega a 17

Camila Campanerut
Do UOL Eleições

Em Brasília

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), empossou nesta quinta-feira (15) os suplentes João Faustino (PSDB-RN) e José Bezerra de Araújo Júnior (DEM-RN) como senadores. Com isso, sobe para 17 o número de suplentes na Casa (veja nomes abaixo).

Faustino entra no lugar do ex-presidente do Senado Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), que se licenciou nesta quarta-feira (14) para se dedicar integralmente à campanha para reeleição ao Senado.

O agropecuarista José Bezerra de Araújo Júnior ocupará o lugar de José Agripino (DEM- RN), que também vai se dedicar a campanha em seu Estado.

Além deles, outra alteração é a volta de Regis Fichtner (PMDB-RJ) ao Senado. O peemedebista reassumiu ontem (14) o cargo que estava com Paulo Duque (PMDB-RJ) -- segundo suplente.

Fichtner é primeiro suplente do posto originalmente conquistado por Sérgio Cabral Filho, que renunciou para assumir o governo do Rio de Janeiro. Na ocasião, Fichtner fora convidado para comandar a secretaria do Gabinete Civil do governo fluminense e se licenciou do mandato. Com as mudanças, Duque volta a ser suplente.

Saiba quem são os suplentes em exercício:
Antonio Carlos Magalhães Júnior (DEM-BA): é a segunda vez que ocupa a suplência da vaga do pai nesta legislatura. Com a morte do senador Antonio Carlos Magalhães, em 2007, assume definitivamente o posto.

Regis Fichtner (PMDB-RJ): reassumiu o cargo que estava com Paulo Duque (PMDB-RJ), segundo suplente. Ele é primeiro suplente do posto originalmente conquistado por Sérgio Cabral Filho, que renunciou para assumir o governo do Rio de Janeiro. Na ocasião, Fichtner fora convidado para comandar a Secretaria do Gabinete Civil do governo fluminense e se licenciou do mandato.

 

Mauro Fecury (PMDB-MA): é o primeiro suplente de Roseana Sarney. Ocupa o posto desde 2009, quando a senadora deixou a vaga para assumir o governo do Maranhão após cassação de Jackson Lago por abuso de poder econômico e político.

Flexa Ribeiro (PSDB-PA): foi eleito como primeiro suplente na chapa do senador Duciomar Costa (PTB). Quando Duciomar foi eleito prefeito de Belém, em 2004, renunciou ao mandato e Ribeiro assumiu.

José Nery (PSOL-PA): era primeiro suplente de Ana Julia Carepa, que renunciou em 2007 para assumir o governo do Estado do Pará.

Jorge Yanai (DEM-MT): era segundo suplente e assumiu em maio deste ano o lugar de Gilberto Goellner –que pediu licença médica. Goellner é primeiro suplente do senador Jonas Pinheiro, que faleceu 2008.

Roberto Cavalcanti (PRB-PB): era primeiro suplente do senador José Maranhão (PMDB-PB). Maranhão assumiu o governo da Paraíba e renunciou ao cargo.

Neuto de Conto (PMDB-SC): foi primeiro suplente do senador eleito Leonel Pavan (PSDB), que renunciou ao cargo para assumir como a vice-governador em 2006.

Belini Meurer (PT-SC): assume a vaga da senadora petista Ideli Salvatti durante a licença médica da líder do governo no Congresso.

Niura Demarchi (PSDB-SC): assume a vaga do senador Raimundo Colombo durante a licença médica dele.

João Tenório (PSDB-AL): era primeiro suplente de Teotônio Vilela Filho (PSDB-AL), que renunciou ao cargo para assumir o governo de Alagoas, em 2006.

Jefferson Praia (PDT): é o primeiro suplente de Jefferson Peres, que faleceu em 2008.

Válter Pereira (PMDB-MS): era o primeiro suplente do senador Ramez Tebet, que morreu em 2006.

Adelmir Santana (DEM-DF): era o primeiro suplente do senador Paulo Octavio, que renunciou ao cargo para ser vice-governador do Distrito Federal.

Gim Argelo (PTB-DF): assumiu a vaga pertencente a Joaquim Roriz (PSC-DF), que renunciou para não ser cassado, em 2007. Roriz tenta nestas eleições conquistar pela quinta vez o governo do Distrito Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos