Oposição entra com requerimento para convocar Mantega no caso dos sigilos

Camila Campanerut*
Do UOL Notícias

Em Brasília

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) entrou com requerimento nesta terça-feira (31) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para convocar o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para prestar esclarecimento sobre o vazamento de dados sigilosos da Receita Federal, órgão ligado à pasta. Ainda não há data prevista para o depoimento. O vazamento de dados vem sendo usado pela campanha do candidato José Serra (PSDB) para acusar sua principal adversária no pleito, Dilma Rousseff (PT), de envolvimento no caso.

O corregedor da Receita, Antônio D'ÁVila, havia sido convidado a participar da sessão de hoje, mas ontem já havia desclarado que não compareceria. Na semana passada, em entrevista coletiva, D'Ávila e o secretário da Receita Federal Otacílio Cartaxo reconheceram as falhas no sistema e prometeram entrar com uma ação judicial contra as servidoras envolvidas no caso.

Caso Lina Vieira x Dilma

Ainda nesta manhã, a CCJ deveria ouvir o servidor Demétrius Felinto, técnido de informática e ex-controlador das câmeras de vídeo do Palácio do Planalto. Felinto poderia esclarecer dúvidas a respeito de um suposto encontro entre a então secretária da Receita Federal, Lina Vieira, e a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, em meados de 2009. Segundo Álvaro Dias, Felinto desistiu de comparecer alegando estar sendo ameaçado, mas não citou quem seriam os ameaçadores.

Felinto pediu para ser ouvido em sessão secreta. O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) disse que ia verificar a possibilidade e tentar agendar a sessão para ainda essa semana.

Lina Vieira afirmou à CCJ, em agosto de 2009, que a então ministra teria pedido agilidade nas investigações sobre empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Dilma nega ter encontrado Lina no Palácio do Planalto na época apontada pela ex-secretária da Receita. Felinto, contudo, disse à revista Veja ter cópia das imagens que comprovariam a presença de Lina no Palácio.

De acordo com a revista, Felinto teria copiado as imagens do encontro captadas pelo circuito interno de TV do Palácio do Planalto antes de serem apagadas por ordem do próprio órgão. Recai sobre o técnico de vídeo a denúncia de que teria tentado negociar com políticos a venda do material copiado. Felinto atualmente é técnico de suporte da Secretaria de Telecomunicações do Senado.

*Com Agência Senado

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos